Frente Parlamentar discute conclusão da duplicação da BR-116

22-03-2017

Na tarde de ontem (20), na Assembleia Legislativa do RS, o prefeito do Rio Grande, Alexandre Lindenmeyer, acompanhando a Frente Parlamentar em Defesa da Conclusão da Duplicação da BR-116, coordenada pelo deputado Zé Nunes (PT) e da Presidência da Assembleia Legislativa, esteve reunido com gestores públicos, parlamentares, empresários e sindicatos solicitando a retomada das obras de duplicação da rodovia e pela retomada do Polo Naval Gaúcho.

Na oportunidade, reuniram-se um grande número de deputados estaduais e federais, secretários de Estado e senadores interessados pelo desenvolvimento da Região Sul do Estado. Durante a reunião, o secretário Nacional de Planejamento e Orçamento do Ministério dos Transportes, Luciano Castro, falou sobre a crise orçamentária do governo federal e sobre a revisão de projetos e novas licitações que precisam ser feitas para retomada das obras. “Nós só poderemos fazer essa avaliação a partir da metade do ano, quando o governo poderá avaliar as demais obras rodoviárias do País para remanejar recursos”, disse Castro.

A Frente Parlamentar pede suplementação do orçamento no valor de R$ 200 milhões. O senador Lasier Martins falou que a duplicação da BR-116 é prioridade para o desenvolvimento da Região Sul e sugeriu que uma comissão vá a Brasília solicitar uma audiência com a Presidência da República e uma abertura no orçamento.

Segundo Alexandre Lindenmeyer, a descontinuidade da obra, que está 56% concluída, afeta diretamente a economia da Região Sul, além de trazer prejuízos aos cofres públicos, uma vez que grande parte do material aplicado no investimento vem se perdendo com o tempo. Além disso, o crescente no número de mortes no trânsito no trecho não duplicado preocupa o poder executivo.

Além de ser um entrave ao desenvolvimento da região, a situação da BR-116 preocupa por conta do crescimento do número de óbitos em colisões frontais. De acordo com a Polícia Rodoviária Federal, esse tipo de acidente apresenta uma taxa de 40,4 mortes para cada 100 acidentes. Em 2014, identificou-se que 89,71% das colisões frontais ocorreram em pistas simples, ocasionando 93,91% de mortos nesse tipo de acidente nas Rodovias Federais do país.

SOBRE A BR-116

O trecho entre Guaíba e Pelotas teve início das obras em 2012, com previsão de término para 2015. Hoje no Orçamento da União, o valor disponível para conclusão da obra é de R$ 56 milhões, valor considerado insuficiente para concluir a duplicação.

SOBRE O POLO NAVAL

O presidente da Assembleia Legislativa do Estado, Edegar Pretto, reforçou a importância do envolvimento e empenho de todos os gestores públicos e parlamentares presentes na reunião para retomada do Polo Naval Gaúcho. O deputado federal, Henrique Fontana, reforçou a retomada da P-71, uma vez que a plataforma já está com mais de 50% de conclusão. Pretto também solicitou que todos os parlamentares presentes lutem juntos por esta frente.

No dia 30 deste mês, o prefeito do Rio Grande, juntamente com uma comitiva, vai à Capital Brasília discutir a política de conteúdo local em uma audiência pública. A manutenção do conteúdo local é primordial para a retomada do Polo Naval em Rio Grande e São José do Norte. As informações são da Assessoria de Imprensa da Prefeitura Municipal do Rio Grande