Yara anuncia investimento de R$ 1 bilhão em Rio Grande

12/04/2016

O complexo industrial da Yara Fertilizantes, do Município do Rio Grande, receberá investimentos de R$1 bilhão, em ampliação, modernização e sustentabilidade. O anúncio foi feito oficialmente, nesta segunda (11), pelo presidente da empresa no Brasil e vice-presidente da Yara International, Lair Hanzen, em audiência com o governador José Ivo Sartori, no Palácio Piratini. Em entrevista exclusiva ao Agora, o diretor de produção da Yara, Leonardo Silva, justificou o investimento informando que a unidade está em Rio Grande desde 1970 e contou que o local é estratégico, por ser a grande entrada de fertilizantes e escoamento de soja. De acordo com Silva, a empresa vislumbra aumentar a capacidade para atender às demandas do mercado da agrigultura, que cresce de 3% a 4% ao ano, no Brasil e também no Rio Grande do Sul. 

Dessa forma, o complexo duplicará a sua capacidade de fabricação e de mistura de fertilizantes. Silva ressaltou o foco nas questões de segurança, qualidade e meio ambiente, que acompanharão todo o processo de mordernização e que são preocupações constantes da Yara. Ainda, segundo Silva, após o anúncio oficial, o momento ainda é de adequação do projeto de engenharia, já o início das obras está previsto para o segundo semestre deste ano, e sua conclusão deverá ocorrer em quatro anos, a partir do início das construções. No período, o diretor de Produção estima que sejam gerados cerca de mil empregos diretos e quatro mil indiretos. Projeto O projeto prevê a ampliação e modernização do complexo industrial, que, atualmente, contempla píer próprio com ligação ao modal ferroviário, duas fábricas de produção, uma unidade industrial misturadora de fertilizantes e armazéns de depósito de produtos. O complexo atende aos estados do Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná e Mato Grosso do Sul, além do Paraguai.  Até 2020, a Yara irá inaugurar novos armazéns, novas linhas de granulação, de acidulação, de ensacados (50 kg) e big bags (1 ton) totalmente automatizadas. A empresa também terá novos equipamentos utilitários para o processo industrial, nova área de descanso para os caminhoneiros, caldeira para produção de vapor e planta de tratamento de águas residuais. “Este investimento irá suprir a demanda dos agricultores brasileiros de vários estados, nos próximos 25 anos. Por sua eficiência operacional e localização privilegiada, Rio Grande tem um papel fundamental para nosso desenvolvimento sustentável no País. Acreditamos no futuro do agronegócio brasileiro, que cresce mesmo em um cenário adverso. Nosso plano aqui é de  longo prazo”, é o que afirma o presidente da Yara Brasil e vice-presidente da Yara International, Lair Hanzen. Sartori, por sua vez, afirmou que o governo estabeleceu uma política forte para a atração de investimentos privados. “Estamos aqui para promover o desenvolvimento com sustentabilidade, reduzir a burocracia e incentivar pequenos, médios e grandes negócios, como é o caso da Yara Fertilizantes”, disse Além do governador, participaram da audiência, ontem, no Palácio Piratini, os secretários Fábio Branco (Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia), Giovani Feltes (Fazenda), Ernani Polo (Agricultura, Pecuária e Irrigação) e Tarcísio Minetto (Desenvolvimento Rural e Cooperativismo) e executivos da empresa. Por Tatiane Fernandes  tati@jornalagora.com.br