Mais uma etapa vencida para a instalação da fábrica de placas solares

10/08/2015

Na última semana, o governador do Estado, José Ivo Sartori, assinou protocolo de intenções garantindo recursos do Fundopem para a instalação da fábrica Provento, do grupo Pufin Power, de placas fotovoltaicas, em Rio Grande. A fábrica, que receberá o nome de Rio Grande Green Energy (RGGE), será instalada numa área de 9 hectares (cerca de 7,5 mil m²) situada ao lado da fábrica de torres eólicas da Weg, no quilômetro 35 da BR-392, próximo à entrada do Ecomuseu da Picada, no Arraial. O empreendimento, de cerca de R$5 milhões, produzirá 1,5 milhão de placas por ano, uma capacidade de geração de 370MW de energia. As informações são do secretário de Município de Desenvolvimento, Inovação, Emprego e Renda, Neuto Jordano Marques. O secretário afirmou que falta, ainda, a liberação ambiental e que o processo de incentivos, pelo Município, também está em andamento, entretanto, afirmou que a expectativa é de que o empreendimento comece a se instalar ainda neste ano. Ele informou também que o grupo Pufin Power tem intenção de instalar, na região, uma fábrica de células solares, que, inseridas dentro das placas, captam a energia do sol. De acordo com o secretário, um termo de compromisso prevê a instalação do empreendimento de células para depois da comercialização de pelo menos 300 MW em placas.  Para o secretário, tanto Rio Grande quanto o estado do Rio Grande do Sul estão vivendo um momento histórico com a instalação deste e de outros empreedimentos que visam à produção de energias renováveis. - A confirmação de mais esse empreendimento ajuda a consolidar Rio Grande e região como polo de geração de energia renovável - afirmou. De acordo com ele, são investimentos que geram desenvolvimento sustentável, emprego e renda para a cidade.

Além da fábrica de placas solares, Rio Grande já conta com uma fábrica de torres para sustentação de aerogeradores e pás, para produção de energia eólica, dois parques eólicos em pleno funcionamento, outro parque eólico em fase de instalação e a confirmação da instalação de uma usina termelétrica que produzirá energia a partir de gás natural.  Reunião na Weg

Jordano acrescentou que a busca por novos investimentos de energia renovável continua. De acordo com ele, está prevista para esta segunda-feira (10), uma visita à sede da Weg, no município de Jaraguá do Sul, em Santa Catarina. No local, autoridades do Município e do RS apresentarão o potencial da região para a receber uma fábrica de aerogeradores. Devem participar da visita, além do secretário, o prefeito do Rio Grande, Alexandre Lindenmeyer; o secretário Estadual de Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia, Fábio Branco; o secretário de Minas e Energia, Lucas Redecker; representantes do Sindieólica; da Eletrosul; o prefeito de Santa Vitória do Palmar, Eduardo Morrone; o vice-reitor da Furg e presidente do Arranjo Produtivo Local (APL), Danilo Giroldo, e o presidente da Câmara do Comércio e vice-presidente da Fiergs, Torquato Pontes Neto. De acordo com Lindenmeyer, a visita tem como objetivo buscar a defesa dos fornecedores de bens, dos parques eólicos, gerando menor custo e agregando valor ao Município, gerando impostos e empregos na região, concentrando a maior capacidade energética do Estado.  Lindenmeyer ressalta que a mesma pauta também é de interesse de outros estados. "Entendemos que, pela logística, pela demanda dos parques eólicos, pela fábrica de torres que utiliza o Porto do Rio Grande, vale o esforço conjunto dos municípios, Eletrosul, Estado e a sociedade civil, para a atração do investimento”, destacou o prefeito, em recente encontro com empresários, na Câmara de Comércio.  Por Tatiane Fernandes
tati@jornalagora.com.br