Nova rodoviária começa a ser construída na ERS-734

27/06/2016

Tiveram início, no final de maio, as obras da nova rodoviária do Rio Grande, no quilômetro 15 da ERS-734, próximo à integração de transbordo da Junção, à direita de quem trafega no sentido Centro – Cassino. O empreendimento é realizado pelo Departamento Autônomo de Estradas e Rodagem (Daer) e custeado pela Concessionária Estação Rodoviária do Rio Grande. A obra no local ainda está em fase inicial de preparação de terreno, mas, de acordo com informação do Daer, a previsão é de que a rodoviária esteja pronta até o final deste ano. O projeto da nova rodoviária atende o Ato Normativo-Daer 1321/11 para rodoviária de 1ª categoria. No projeto da obra, está contemplado um empreendimento de alto padrão, contendo, além de amplo terminal com espaços climatizados, estacionamento rotativo, espaços para lojas e uma torre com cinco pavimentos, tudo isso construído em uma área de 20 mil metros quadrados.A diretora da Rodoviária, Georgina Teixeira da Cunha, já considerando a possibilidade de mau tempo e liberações de final de obra, informou que a rodoviária será entregue no início de 2017, contendo terminais, estacionamentos e pequeno centro comercial para lojas e farmácia. A torre, com cinco pavimentos, está contemplada no projeto, mas não será entregue neste primeiro momento.  Georgina informou, ainda, que a rodoviária terá padrões de primeiro mundo, será muito bem estruturada, com rico paisagismo e construída com materiais inovadores. “As nossas expectativas, de poder trazer para Rio Grande um projeto como este, de padrão excelente, com centro comercial para as pessoas usufruírem, são as melhores”, afirmou. Ela preferiu não informar os valores da obra, que é de iniciativa privada, apenas, garantiu que o orçamento é bastante generoso. Um entusiasta da obra, que fez muitas cobranças junto ao Daer e Prefeitura do Rio Grande, para que se iniciassem as construções, o vereador Jair Rizzo (PSB) está otimista com o empreendimento que trará mais conforto aos rio-grandinos. Entretanto, disse que continuará acompanhando de perto o andamento da construção. Segundo o vereador, duas mil pessoas utilizam a rodoviária diariamente e vêm, há anos, sofrendo, dependendo de um espaço pequeno e sem infraestrutura.  Prédio atual  Com a inauguração da nova rodoviária, o prédio da atual sede será desativado e retornará para o Município. De acordo com informações do superintendente do Departamento Autárquico de Transportes Coletivos (DATC), Jorge Rafael da Costa Lopes, o prédio é da prefeitura, e o DATC administra o aluguel do local para a Concessionária. Ele informou que, ainda, não há definição sobre a nova destinação do prédio e que a Autarquia não tem a prerrogativa de decidir sobre o seu destino, entretanto ele acredita que a discussão deverá passar pela gestão municipal e, também, pela comunidade. Os secretários de Comunicação e Relações Institucionais, Paulo Rodrigues, e de Coordenação e Planejamento, João Carlos Cousin, também afirmam que ainda não há nada definido sobre o assunto.  Por Tatiane Fernandes